domingo, 23 de janeiro de 2011

Essa água que vem do céu



Chuva lava o céu e castiga a terra
Lava o chão e destrói a casa

Chuva finge que ri, mas chora
Chora tanto que já chorou pro mundo inteiro
Essa dor que ninguém consegue entender
Essa dor que todo mundo já sentiu
Dor que a chuva fez crescer

2 comentários:

Guilherme disse...

E numa data dessas a cidade de SP bem que merece, pelo seu niver, uma trégua, definitivamente; e não só a cidade de SP, mas também todas que estão sofrendo com "essa água que vem do céu".

Gostei da postagem.
Um beijo! ;-)

Soraya R disse...

Pois é. Bem que como presente não é que o sol voltou a raiar? Voltou iluminando tudo que a chuva deixou de estrago pra trás. Que mês! Obrigada pelo comentário Gui.. beijo.